No time is lost in the Kingdom

For the longest time in my adult life, I thought I had wasted my time.

Eu acreditava que tinha perdido o meu tempo. Eu me cobrava por ter sido tão rígido comigo mesmo e por não ter feito mais, não ter aproveitado oportunidades e não ter concedido a mim mesmo a chance de tentar, a chance de errar. O perfeccionismo aumentou meu nível de ansiedade e levou-me a pensar que talvez já era tarde demais para mim. Tarde para tentar, tarde para sonhar, tarde para viver. Tanta cobrança e tamanha falta de confiança em mim mesmo levaram me a desacreditar no meu potencial e nos meus sonhos.

Eu havia tornado meu próprio inimigo. Tudo isso na premissa de que tempo havia sido perdido e vida não fora vivida. Comecei a desmoronar por dentro. Eu acreditei que tudo que não tinha feito me impedia para tudo o que um dia sonhei viver. Até que diante da luz da Verdade, descobri que nenhum tempo é perdido, nunca é tarde demais para se viver. Nas palavras de Vinícius de Moraes: “amanhã não gosta de ver ninguém bem, hoje que é o dia do presente” e ontem já não me pertence mais. Todas as situações hipotéticas no mundo real da minha mente ofuscaram o poder verdadeiro que tenho.

Hoje eu decido redimir todo tempo que não utilizei como devia, mas ele jamais foi perdido, ele constitui minha jornada, adicionou valor nos meus sacrifícios e minha história não se encerrou. Não meço meu hoje pela colheita que faço agora, mas pelas sementes que estou lançando.

No Reino de Deus nenhum tempo é perdido, tudo é redimido. Com a Páscoa tudo é feito novo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s